• Imagem de cabeçalho do site do DCBIO

Notícias

30/01/2017 15:01

XXII Encontro Brasileiro de Ictiologia

A Sociedade Brasileira de Ictiologia (SBI), a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) e demais Instituições Públicas de Ensino Superior do Estado da Bahia (IFBaiano, UNEB, UEFS, UESC, UESB, UFBA e UFRB), convidam-lhes para participar do XXII Encontro Brasileiro de Ictiologia (XXII EBI).

Durante alguns anos, os ictiólogos que atuam na Bahia, capitaneados pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) e pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), nutriam a vontade de realizar uma das edições do Encontro Brasileiro de Ictiologia (EBI) na Bahia. Este desejo se transformou em uma proposta viável após o apoio incondicional de ictiólogos baianos e o acolhimento da proposta pela Universidade Federal do Sul da Bahia

Berço da história do Brasil e dono de uma das maiores costas marítimas (1183 km) e extensões territoriais do país (564,7 mil km2), o estado da Bahia possui um mosaico de ecossistemas aquáticos extremamente particulares, a exemplo de rios e riachos que percorrem os fragmentos de Mata Atlântica, Caatinga e Cerrado, das zonas rasas dos manguezais e estuários, bem como das formações recifais que possuem espécies de coral endêmicas. Em conjunto, este mosaico abriga uma importante parcela da biodiversidade de peixes do Brasil, com mais de mil espécies entre peixes marinhos e continentais avaliados no último senso de conservação dos peixes da Bahia. Além da incontestável importância ecológica, os ecossistemas aquáticos são elementos importantes na dinamização de setores econômicos (p.ex.: pesca, turismo e produção de energia), nas manifestações culturais (p.ex.: Festa de Iemanjá e Festa do Senhor do Bonfim) e na estruturação das relações sociais das comunidades tradicionais do estado da Bahia.

É neste contexto que o XXII EBI se apresenta. Concebido a partir de um antigo anseio dos pesquisadores atuantes na Bahia e considerando as características da região, bem como os desafios presentes na sociedade, o XXII EBI se propõe a ser um espaço de debate e reflexões sobre temas atuais da Ictiologia e que estão na ordem do dia de diversos segmentos sociais, enfatizando o diálogo entre conservação, demandas sociais e desenvolvimento econômico. Estes temas serão colocados em destaque, possibilitando a reflexão e o debate entre os participantes, de modo a gerar um ambiente propício para identificação e tratamento de conflitos e oportunidades.

Espera-se que o XXII EBI seja uma grande oportunidade para o congraçamento e interações científicas tão importantes para o desenvolvimento de novas pesquisas, parcerias e relações pessoais. Assim, Porto Seguro que sempre recebeu tão bem os turistas do Brasil e de todas as partes do mundo, desta feita estará de braços abertos, pronta para ser redescoberta por ictiólogos ávidos por saber o que é que a Bahia tem.

Fonte: http://www.ebi2017.com.br/
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.